segunda-feira, 31 de março de 2014

FIM DE SEMANA EM CHEIO II


DSCF9562
  

No domingo, 30, tivemos na Culsete o anunciado Encontro Livreiro, em quinta edição. Alguns participantes chegaram ainda de manhã, ajudando a dar os retoques finais na sala. Os restantes começaram a chegar pelas 15:00 h, conforme programado. Estiveram representados livreiros, editores, trabalhadores do livro em diversas áreas, investigadores, autores, bloggers, jornalistas, leitores.
Depois das boas vindas e apresentação do programa, passou-se à entrega do diploma Livreiros da Esperança, atribuído a Antero Braga, da Livraria Lello, no Porto, sempre um momento alto do Encontro. De seguida, Nuno Medeiros leu o chamado texto oficial do V Encontro, refletindo sobre as livrarias no presente e no futuro, dando assim o mote para a discussão posterior, que foi viva e muito participada, mostrando diferentes perspetivas e olhares.
O Encontro começou ao som da voz e da guitarra de Henrique Silva e decorreu entre cálices de Moscatel de Setúbal. Foi positivo, deixou no ar muita coisa para refletir, para amadurecer, para procurar fazer. O relato oficial será redigido, como sempre desde o terceiro Encontro, por Rosa Azevedo. Ficam aqui apenas as primeiras impressões.
 
DSCF9511

Luís Guerra, um dos “pais” do EL, chega antes das 15:00 h e calmamente aguarda a chegada dos restantes participantes.
 
DSCF9498

Com ele veio o Manuel Guerra, preparado para tirar as melhores fotos do Encontro, deixando estas com vontade de desaparecerem para sempre.
 
DSCF9508

Os livreiros do norte chegaram por volta do meio dia e aproveitaram para almoçar um belo peixe assado. Vieram a Virgínia do Carmo (na foto)  e a Alice Pires, da Poética, em Macedo de Cavaleiros, e o António Alves, da Traga-Mundos, em Vila Real.
 
DSCF9506

Pouco depois  chegava a delegação de Lisboa, a Andreia Azevedo Moreira, o Francisco Belard e o Nuno Fonseca.
 
DSCF9507

O Joaquim da A das Artes, em Sines, ao chegar encontrou logo o José Francisco.
 
DSCF9512

Francisco Belard aproveita para o último cigarro junto a uma das montras da Culsete.

DSCF9539

Henrique Silva prepara-se para nos encantar com… 
 
DSCF9536

… os acordes da sua guitarra e a sua voz.
 
DSCF9517

Ainda há tempo para espreitar as estantes.
 
DSCF9557

Batista Lopes, da Âncora, participa pela primeira vez no EL.
 
DSCF9494

Os sorrisos e olhares brilhantes de Maria Clementina, Rosa Azevedo e António Alves fazem adivinhar um bom Encontro.
 
DSCF9514

Por toda a livraria surgem conversas…
 
DSCF9530

… conversas…
 
DSCF9534

… e mais conversas.
 
DSCF9513

E leituras atentas. A leitora é Marisa Cordeiro Rodrigues, da Livraria Espaço, em Algés, que saudamos especialmente por ser uma estreia no Encontro Livreiro e também pelo 50.º aniversário da sua livraria, um espaço de leitura aberto por seu pai e que Marisa continua a desenvolver com as irmãs.
 
DSCF9515

Há ainda espaço para esperar serenamente, de sorriso nos lábios…
 
DSCF9518

… ou rindo abertamente, como Caroline Tyssen após o encontro com Antero Braga.
 
DSCF9546

Finalmente, o EL vai começar e todos procuram um lugar.
 
DSCF9592

Depois das boas vindas dadas pela anfitriã, Fátima Ribeiro de Medeiros, é a vez de Rosa Azevedo introduzir o programa deste EL…
 
DSCF9549

… passando a palavra a Luís Guerra, que apresenta o primeiro momento alto da tarde…
 
DSCF9561

… a entrega do diploma Livreiros da Esperança 2014 a Antero Braga, da Livraria Lello, no Porto.
 
DSCF9575

O homenageado agradece o Diploma e produz um discurso em que refere algumas questões pertinentes para o debate que se seguirá, ideias que Antero Braga retomará ao longo da tarde.
 
 
DSCF9593

Rosa Azevedo volta a pegar na palavra  para introduzir o segundo momento alto do EL, a leitura do considerado texto oficial do V Encontro, pedido a Nuno Medeiros.
 
DSCF9599

Nuno Medeiros lê o seu texto, uma brilhante reflexão sobre o presente das livrarias e como se pode perspetivar o seu futuro, passando por uma referência ao passado. Depois desse momento a discussão abriu-se a todos os presentes que quiseram intervir.
 
DSCF9612

Joaquim Gonçalves lê a sua divertida e irreverente paródia, uma metáfora inteligente sobre o momento presente.
 
DSCF9618

Toma depois a palavra  Virgínia do Carmo, da Poética, em Macedo de Cavaleiros, para falar sobre os Encontros Livreiros de Trás-os-Montes e Alto Douro…

DSCF9620

… para voltar a Antero Braga…

DSCF9624

… que entrega o microfone  a  Fernando Alagoa, sob o olhar atento de Caroline Tyssen.
DSCF9630

Depois de Rosa Azevedo ter lido mensagens de Dina Ferreira, da Poetria, do Porto, de Maria de Lurdes Santos, da Esperança, no Funchal, e de Eduardo de Sousa, da Letra Livre, é a vez de Maria Clementina ler a mensagem enviada por Daniel Melo.

DSCF9634

Francisco Belard dá também o seu contributo…

DSCF9656

… passando a palavra a  José Soares Neves, uma estreia no EL.

DSCF9662

Outros foram falando, repetindo intervenções e reafirmando opiniões, até que Caroline Tyssen teve de despedir-se, dizendo breves palavras e encenando um passe de dança com Antero Braga que acabou em abraço.

DSCF9667

Ainda houve tempo para ouvirmos José Gonçalves…

DSCF9675

… Jónatas Rodrigues…

DSCF9678

… e António Manuel Venda.

DSCF9542

Demos então por concluído mais um Encontro Livreiro, o quinto. No final ainda houve tempo para as últimas conversas. Depois alguns de nós partiram ao encontro do ótimo choco frito, o que também já é uma tradição, mas disso não temos reportagem.


Até 2015, no último domingo de março, para o VI Encontro Livreiro.

FIM DE SEMANA EM CHEIO I

 

O passado fim de semana foi de grande animação na Culsete.

No serão de sábado tivemos o encontro com João Madeira para apresentar HISTÓRIA DO PCP, um ótimo encontro, por sinal. Os oradores – João Madeira e Albérico Afonso Costa – foram brilhantes. A comunicação com a plateia foi produtiva e interessante. As “estórias” da nossa História recente foram surgindo umas atrás das outras, esclarecendo, iluminando. Depois dos autógrafos ainda houve tempo para alguns minutos de convívio informal, sempre muito apreciado.

Aqui fica uma pequena reportagem fotográfica, a deixar ver um pouco do que foi a sessão. Agradecemos a António Correia a gentileza da oferta da primeira imagem, um fotografia a sério tirada por quem entende do assunto.

 

image

 

DSCF9432

 

DSCF9444

 

DSCF9483

 

DSCF9463

DSCF9452

 

 

DSCF9423

 

DSCF9457

 

DSCF9491

domingo, 30 de março de 2014

É daqui a pouco, às 15 horas, o V ENCONTRO LIVREIRO

 

EL_V  EL_FACE

 

É hoje. Daqui a pouco. Às três da tarde. Aqui na Culsete.

O V ENCONTRO LIVREIRO

O grande encontro de convívio e reflexão em torno do livro, da leitura, da livraria, da edição.

Para todos os que amam os livros, para todos os que se consideram englobados no conceito de gentes de livro.

Para si.

Apareça. Estamos a contar consigo.

E Setúbal aqui tão perto, à esquina de qualquer estrada.

EU VOU!

sábado, 29 de março de 2014

O V ENCONTRO LIVREIRO acontece amanhã, dia 30, na Livraria Culsete, em Setúbal

 

5 encontro livreiro2

 

 

Desde Março de 2010 que se realiza em Setúbal o ENCONTRO LIVREIRO, um encontro informal das gentes do livro – leitores, livreiros, investigadores, autores, tradutores, jornalistas, editores, gráficos, professores – que se assume já como movimento. A sua designação, encontro livreiro, recorre à palavra livreiro no seu sentido mais amplo e não no seu significado restrito. O dia do Encontro é sempre o último domingo de Março a partir das 15:00 horas, o local de reunião é a livraria Culsete, uma livraria com história na cidade de Setúbal, onde nasceu o movimento, a partir de várias conversas informais entre os seus organizadores. Partindo desta cidade e desta livraria, o Encontro Livreiro é já considerado por muitos um marco do ano editorial e livreiro, gerando alguma expectativa.

A ideia dos organizadores é que se fale livremente sobre leitura, livros, livrarias, edição, sempre à volta de um moscatel de Setúbal. Depois do já esperado momento musical, ajudando a criar o ambiente de convívio, surgem os dois momentos altos da tarde, a apresentação do considerado texto oficial do Encontro Livreiro, que dará o mote para o debate entre todos os participantes, e a entrega do diploma Livreiros da Esperança.

O diploma Livreiros da Esperança foi criado pela primeira vez em Março de 2012, durante o III Encontro Livreiro, com o intuito de homenagear os livreiros que dedicaram toda a sua vida a essa profissão e através dela marcaram muitos percursos de leitura, afirmando-se no panorama cultural da sua região, livreiros esses que, vindos do passado se afirmam no presente com perspetivas de futuro, lutando contra toda a espécie de dificuldades que lhes vão aparecendo. A designação foi inspirada no título de um poema de Manuel Alegre.

O diploma Livreiros da Esperança foi atribuído em 2012 a Jorge Figueira de Sousa, da Livraria Esperança, no Funchal, e em 2013 a Caroline Tyssen e Duarte Nuno Oliveira, da Livraria Galileu, em Cascais. O movimento decidiu ainda atribuir, em Julho de 2013, o diploma Livreiros da Esperança Especial Culsete - 40 anos a Fátima Ribeiro de Medeiros e Manuel Medeiros, da Livraria Culsete, quando da comemoração dos 40 anos desta livraria.

O Encontro Livreiro, nascido em Setúbal, viu-se replicado no norte do país, através sobretudo da ação do livreiro António Alves, da Livraria Traga-Mundos, de Vila Real, que já organizou três Encontros Livreiros Regionais em Trás-os-Montes e Alto Douro. Além disso, e em parceria com a Fundação José Saramago, o Encontro Livreiro tem vindo a dinamizar, desde 2012, o Dia da Livraria e do Livreiro, de inspiração espanhola, mas que os livreiros portugueses e, sobretudo, o movimento EL souberam integrar nas suas práticas de animação.

Este ano o Encontro Livreiro vai introduzir um tema em torno do qual irá confluir o debate, «Livrarias, presente e futuro». O livreiro homenageado com o diploma Livreiros da Esperança 2014 será Antero Braga, da Livraria Lello, no Porto.

Os organizadores esperam que uma vez mais o Encontro Livreiro seja um momento positivo de partilha em torno do livro, da leitura, das livrarias.

f.r.m.

EL_FACE